Férias e natureza: saiba quais parques visitar durante o verão

As férias de verão são um período marcado pelo descanso e pela oportunidade de conhecer novos lugares. Uma opção para todos os tipos de turistas são os parques nacionais e estaduais, espalhados por todo o Brasil. Criados para preservar a paisagem natural do País, esses locais são uma alternativa para sair da rotina, com atrações turísticas que conquistam desde os mais aventureiros, até os mais sossegados.

Segundo a coordenadora de áreas protegidas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Marion Silva, a visitação dentro dos parques aproxima as pessoas da natureza, além de movimentar a economia local. “A conexão com o meio ambiente traz benefícios para a saúde física e mental, por reduzir o estresse e promover um momento de descontração fora do agito dos grandes centros urbanos. Esse contato com a natureza também reforça a importância da conservação e das áreas protegidas, e faz com que as pessoas passem a adotar práticas mais sustentáveis em suas rotinas”.
Para manter os locais preservados, os visitantes devem ficar atentos às normas de visitação de cada parque, recolher e descartar corretamente o lixo produzido e não interferir na fauna e na flora local.
Conheça alguns parques espalhados pelo Paraná:

Parque Nacional do Iguaçu. Crédito – Haroldo Palo Junior.

1) O Parque Nacional do Iguaçu, localizado na divisa do Paraná com a Argentina, é um dos parques mais visitados do Brasil, por ser o lar das famosas Cataratas do Iguaçu. O local está na lista da UNESCO de Patrimônios Naturais da Humanidade e nele é possível fazer trilhas no meio da mata e se aventurar nas quedas d’água do Rio Iguaçu. Os ingressos custam cerca de R$ 40 para os brasileiros e variam entre R$ 50 e R$ 70 para estrangeiros. Saiba mais sobre o Parque Nacional do Iguaçu.

Parque Estadual de Vila Velha. Crédito – Divulgação.

2) Localizado em Ponta Grossa, o Parque Estadual de Vila Velha faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana. A Unidade de Conservação possui atrações como os Arenitos, formações rochosas como a famosa taça; a parte de Furnas, que é um lençol subterrâneo; e a Lagoa Dourada, que recebe esse nome por ficar dourada ao refletir a luz do sol. No local, há várias atividades que custam de R$ 30 a R$ 60. Saiba mais sobre o Parque Estadual de Vila Velha.

Parque Estadual da Ilha do Mel. Crédito – Denise Tenheri.

3) No litoral do Paraná, há dois parques para ampliar o contato com a natureza: o Parque Estadual da Ilha do Mel e o Parque Nacional do Superagui. Localizada no litoral Sul, a Ilha do Mel só pode ser acessada de barco por Paranaguá ou por Pontal do Sul. Para preservar a área, não são permitidos veículos automotores e de tração animal. Os principais pontos turísticos no local são a Gruta das Encantadas, o Farol das Conchas e a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres, todos gratuitos. Do outro lado do estado, no litoral Norte, a Ilha de Superagui é fragmentada na parte continental, no Vale do Rio dos Patos, e também entre as Ilhas do Superagui, Peças, Pinheiro e Pinheirinho. O principal atrativo do local é a praia deserta, que reúne ciclistas, corredores e observadores de pássaros, pela grande quantidade de espécies presentes na região. Saiba mais sobre o Parque Estadual da Ilha do Mel e o Parque Nacional do Superagui.

Parque Estadual do Guartelá. Crédito – Andre Guelmann.

4) O Parque Estadual do Guartelá, localizado em Tibagi, protege uma área importante de patrimônio natural e arqueológico da região. Ele abriga o Canyon Guartelá, que é considerado o 6º maior cânion do mundo, além da Cachoeira da Ponte de Pedra, que forma banheiras naturais de hidromassagem. O principal turismo no local se encontra nas trilhas, onde o passeio custa cerca de R$ 35. Saiba mais sobre o Parque Estadual do Guartelá.

Parque Estadual Pico do Paraná. Crédito – Fernando Jose Cantele.

5) O Paraná também possui opções para montanhistas, com visitação gratuita. Localizado na Serra do Mar, o Parque Estadual Pico do Paraná abriga o Pico Paraná, que possui 1.877 metros e é conhecido como o maior pico da região Sul do Brasil. Outra opção é o Parque Estadual Pico do Marumbi, que protege uma área remanescente da Mata Atlântica, com opções de trilhas, escaladas e banhos de cachoeiras. Saiba mais sobre o Parque Estadual Pico do Paraná e o Parque Estadual Pico do Marumbi.