Cinema tailandês em foco no Cineclube Solax

O “cineclubismo” é um movimento existente há mais de cem anos que atua pelo direito à cultura e pela democratização da arte. Um fenômeno que ganhou o mundo em prol da difusão de importantes obras cinematográficas que não ganham destaque nas grandes salas de cinema. O Sesi Cultura Paraná investe nesta prática mantendo cineclubes em suas unidades pelo Estado. Em Curitiba, na Casa Heitor Stockler de França, o Cineclube Solax deste mês enfatiza produções tailandesas de mulheres cineastas a partir do dia 10 de abril.

Crédito – Divulgação.

O projeto da Casa Heitor tem um diferencial potente que tem chamado a atenção do público. É uma atividade voltada à apreciação, ao estudo e à discussão de obras cinematográficas realizadas por mulheres. A ação exibe filmes produzidos nas últimas décadas, oriundos de diferentes localidades e abordagens. Para traçar um percurso cinematográfico de cada diretora apresentada, são dedicados, sempre que possível, dois encontros para cada artista. Gratuitos e abertos ao público, os encontros possuem uma dinâmica semanal que conta com a exibição de um longa-metragem, seguida de debate sobre as obras e conversa com as cineclubistas.

Em abril, as cineastas Anocha Suwichakornpong e Anucha Boonyawatana são as artistas escolhidas para a exibição de filmes e bate-papo sobre suas obras. As duas são tailandesas e com atuação contemporânea. A programação completa tem entrada franca e a curadoria das cineastas e pesquisadoras Deborah Zanatta e Camila Macedo.

SERVIÇO
Sesi Cultura Paraná apresenta
Cineclube Solax edição de abril

Anocha Suwichakornpong (Tailândia) | 10 e 17 de abril | às 18h30
Interessada em retratar o lado oculto das histórias ou as perspectivas mundanas da vida cotitiana, a roteirista e diretora Anocha Suwichakornpong fundou em 2007 a produtora Electric Eel Films, sediada em Bangkok. Com o intuito de distribuir, projetar, realizar workshops e eventos relacionados ao audiovisual, a cineasta é co-fundadora do fundo de apoio e produção cinematrográfica Purin Pictures, no Sudeste Asiático. Em 2006, Anocha lançou Graceland, o primeiro curta-metragem tailandês a ser incluído na seleção oficial do Festival de Cannes.

Anucha Boonyawatana (Tailândia)| 24 de abril | às 18h30
Anucha é diretora de cinema independente e também fundadora da G-Motif Production, uma das maiores produtoras de vídeos da Tailândia. Sendo a primeira transexual a ganhar o Filme Festival of Kerela, Anucha por meio de seus filmes esteticamente impecavéis e profundamente tocantes está mudando a forma como a sociedade tailandesa vê as pessoas LGBT.

Datas: 10 , 17 e 24 de abril
Horário: 18h30
Duração: 2h
Valor: gratuito
Classificação: 16 anos
Local: Centro Cultural Sesi Heitor Stockler De França
Endereço: Av. Mal. Floriano Peixoto, 458 – Centro
Observação: espaço sujeito a lotação (ingressos disponíveis 1 hora antes da ação)

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura /
www.facebook.com/sesiculturapr

SESI CULTURA – Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2017, mais de um milhão de espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 8,4 mil ações culturais realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de uma forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.