Peça teatral busca arrecadar doações para instituto com atuação em direitos humanos

O Instituto Aurora será uma das atrações da 4º Semana Cultural de Curitiba, realizada entre 13 e 17 de maio. A organização que atua na promoção da educação em direitos humanos foi escolhida pela direção da peça “Dia e Noite” para ser beneficiada com recursos financeiros que serão arrecadados durante a encenação. Dirigida por Bruna Steudel e com trilha sonora de Joel Mozart, o show estará em cartaz na quarta-feira (15), às 20h, no Teatro Paiol, com entrada franca. O Instituto Aurora realiza um sorteio de par de ingressos por meio de suas redes sociais.

Ao final do espetáculo, o público será convidado a conhecer melhor a atuação social da instituição e colaborar com doações financeiras que serão revertidas para essas atividades. A diretora do teatro Bruna Steudel conta que, por já conhecer o trabalho social, a parceria aconteceu de forma natural. “A peça fala sobre conhecermos o outro, ter empatia e isso tem tudo a ver com direitos humanos”, conta. Segundo ela, a linguagem entre a peça e àquela utilizada nas atividades do Instituto Aurora são muito próximas, o que proporciona uma sinergia. “Muitas coisas do espetáculo se parecem com o trabalho realizado pelo instituto, principalmente a linguagem leve sobre o outro e a proposta de entender nossa própria humanidade’’, completa.

Esta é a segunda parceria do Instituto Aurora com a diretora. A primeira foi a produção do documentário “Eu Vejo Flores”, que acompanhou a jornada de mulheres brasileiras privadas de liberdade e já foi exibido em mostras brasileiras. A diretora-executiva do Instituto Aurora, Michele Bravos, acredita que levar a temática da empatia e dos direitos humanos por meio da arte é uma estratégia que une leveza e resultados práticos. “Acreditamos que o artivismo, ou seja, essa união entre a arte e o engajamento social, é muito estratégica para que possamos trazer mais esclarecimento sobre o que é, na prática, a luta por direitos”, comenta. “Aproveitar um ambiente cultural para estimular a prática de doação para nossa causa reflete que os artistas estão comprometidos com a vida cidadã para além da atuação em palco”.