Maria Helena Saparolli lança exposição no Almáa Cabral nesta terça

Artista plástica curitibana com 30 anos de atuação, Maria Helena Saparolli projetou-se como “uma das mais originais ceramistas da década de 1990”, segundo definiu Adalice Araújo em seu antológico Dicionário das Artes Plásticas no Paraná. Ao lado de Elvo Benito Damo, ela executou os painéis em azulejos do Museu Oscar Niemeyer, entre eles a “Bailarina do Olho”.

Crédito – Divulgação.

Maria Helena desenvolveu suas obras mais recentes após um período na China, dando origem a uma exposição inédita que será lançada no dia 3 de dezembro (terça-feira), às 19h, no estande de vendas e decorado do Almáa Cabral (Av. Nsa. da Luz, 636), da Construtora e Incorporadora Laguna.

“Fiz residência artística em cerâmica na China, no início do ano, num processo em que registrei em anotações e fotos essa experiência. Quando voltei ao Brasil, transferi essas memórias para o meu processo cerâmico. Além dessas obras em parede, inéditas, que conversam com minha experiência chinesa, trago ainda a série Universos Mínimos, com obras de contato com lembranças e do olhar que temos para dentro delas”, descreve Maria Helena.

A exposição no Almáa Cabral terá duração de três meses, até 19 de fevereiro de 2020, e irá ocupar o amplo espaço da suíte do residencial. “Para a Laguna, é um privilégio poder associar artes plásticas de uma ceramista curitibana reconhecida internacionalmente com a marca do nosso empreendimento, que une luxo, sofisticação e bem-estar numa região verde, privilegiada de Curitiba”, enfatiza André Marin, diretor de incorporação da Laguna.

Com entrega prevista para 2021, o Almáa está localizado em frente ao campo de golfe do Graciosa Country Club, numa das áreas mais valorizadas da cidade. Seu conceito é inspirado no Umm-al-Maa, um dos mais lindos oásis que existem, na Líbia. A influência arquitetônica é do Ashjar at Al Barari, de Dubai, empreendimento que reúne tecnologia e inovação como diferenciais.

Sobre a artista

Crédito – Divulgação.

Curitibana com formação em Artes plásticas pela Faculdade de Artes do Paraná -1984, Maria Helena Saparolli vem desenvolvendo suas obras desde 1989 em atelier próprio. Atuou, entre outros, como orientadora de cerâmica e vidro no Atelier de Escultura da Fundação Cultural de Curitiba de 1998 a 2012. Considerada uma das “grandes revelações da Cerâmica no Paraná”, durante sua trajetória profissional, atuou fortemente nos salões de arte, coletivas de artistas e exposições individuais, obtendo reconhecimento e premiações em âmbito nacional e internacional.

EXPOSIÇÕES RECENTES

2019

– China – FuLe International Ceramic Art Museums: Residência Artística, obras destinadas ao Museu Americano e jardins do complexo museus – Fuping- Shaanxi;
– Exposição em Kian Qujiang FueTao Ceramic Art Museum – Xi’An;
EXPOMIX III – Coletiva de Artistas Galeria de Arte Zuleika Bisacchi;

2018

– Exposição “Alguns de nós” – Galeria Ybakatu – Curitiba;
– 13º Simpósio Internacional de Cerâmica de Avellaneda: Participação como expositora e obra destinada ao acervo da Coleção de Cerâmica Contemporânea. Instituto Municipal de Cerâmica “Emilio Villafañe”. Buenos Aires – Argentina.
– Residência Artística e Participação como expositora com obra destinada ao acervo do Uttarayan Art Foundation, durante o “First Exchange Symposium of Latin American and Indian Ceramics” Vadodara – Índia;

2017

– Participação com obra na terceira edição da Cluj International Ceramics Bienalle. Cluj Napoca – Romênia;