História Viva abre nova turma para voluntários

Ouvir, encantar e contar. Mais do que isso, transformar histórias reais em contos de fada, com o objetivo de transformar o ambiente hospitalar por meio da literatura oral e levar alegria a pessoas em situações de fragilidade física e emocional. Esses são os pilares do Instituto História Viva, que, desde a sua fundação, em 2005, já formou 3.500 voluntários na arte de contar histórias, em diversos estados brasileiros.

Crédito – Divulgação.

O próximo encontro já tem data marcada: será nos dias 1º e 8 de fevereiro, das 9h às 17h, em Curitiba. Além da oficina “A Arte de Encantar com Histórias”, haverá um ciclo de palestras para os participantes. De acordo com a gestora Roseli Bassi, a oficina é um pré-requisito para quem deseja se tornar um voluntário do Instituto e pode ser feita por educadores, estudantes, cuidadores de idosos, pais, avós e interessados em geral.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail voluntario@historiaviva.org.br ou pelo telefone (41) 98865-4218. Para conhecer mais sobre o Instituto, acesse: www.historiaviva.org.br.

Serviço:

“A Arte de Encantar com Histórias e Ciclo de Palestras” – Instituto História Viva
Local: Rua Teffé, 889 – Bom Retiro – Curitiba/PR
Datas: 1° e 8 de fevereiro
Horário: 9h às 17h
Contribuição: R$ 150,00
Inscrições e informações: voluntario@historiaviva.org.br ou pelo telefone (41) 98865-4218 .
Quer conhecer mais sobre a ONG, acesse: www.historiaviva.org.br .

Sobre o Instituto História Viva – Fundado em 2005 pela gestora Roseli Bassi, o Instituto História Viva tem como objetivo maior transformar ambientes de dor e sofrimento por meio da literatura oralizada. Por meio deste trabalho, a ONG, que nasceu em Curitiba e, hoje, atua em vários estados brasileiros, tem incentivado a leitura, a educação e a cultura brasileira. Em 15 anos de existência, a entidade já formou 3.500 voluntários na arte de ouvir e contar histórias. Semanalmente, asilos, hospitais, casas lares e abrigos recebem a visita dos voluntários do História Viva que, por ano, atendem cerca de 14 mil pessoas. Seus voluntários apresentam perfis variados e são capacitados a ouvir, escrever, contar e recontar histórias clássicas, casos de vida e contos da literatura brasileira no intuito de levar alegria a indivíduos em situações de fragilidade física e emocional. A seriedade desse trabalho tem rendido premiações diversas à entidade nos segmentos de cultura, educação e ação social. Saiba mais: www.historiaviva.org.br / www.facebook.com/institutohistoriaviva.