Horror psicológico de Lucas Cassales estreia nesta quinta

O filme “Disforia”, primeiro longa do diretor Lucas Cassales, nome promissor do cinema gaúcho, estreia em 12 de março nos cinemas. O diretor foi o grande premiado no Festival de Gramado de 2015 com seu curta-metragem “O Corpo”, vencedor nas categorias de melhor fotografia, roteiro, direção e melhor curta.

Após sofrer uma experiência traumática, Dário, interpretado por Rafael Sieg (dos filmes “As Ineses”, “Alaska” e o “Ainda Orangotangos”), um psicólogo infantil, volta a atender crianças e sua primeira paciente é Sofia (Isabella Lima), uma menina que provoca sensações perturbadoras nas pessoas ao seu redor.

Ao longo do tratamento, Dário acaba despertando lembranças que estavam guardadas no passado, trazendo à tona traumas e sensações de agonia e aflição, além de questões como a paternidade, o sofrimento e a dor. Atormentado, ele precisa encarar o passado e o mistério envolvendo a família de Sofia.

Diferente dos filmes do gênero tradicionais, em “Disforia” há um suspense que quase nunca é concluído, criando uma atmosfera de mal-estar permanente, que só ganha respiro ao final, observa o diretor.

A palavra Disforia significa: um distúrbio caracterizado pela dificuldade em se recuperar depois de vivenciar ou testemunhar um acontecimento assustador. A condição pode durar meses ou anos, com gatilhos que podem trazer de volta memórias do trauma acompanhadas por intensas reações emocionais e físicas.

Trata-se de um thriller de horror psicológico, gênero que está cada vez mais em evidência no país. O filme, que aborda alguns temas como estresse pós traumático, transtornos psicológicos, depressão pós parto, solidão e insanidade, transgride os limites entre o real e o imaginário.

Com a produção da Sofá Verde Filmes, coprodução da Epifania Filmes e distribuição da Lança Filmes, “Disforia” estreia dia 12 de março nos cinemas de todo o Brasil. O filme irá promover ainda exibições especiais em determinadas praças. Após as sessões acontecerão debate com convidados especialistas na área de saúde mental e profissionais de diversas áreas envolvidas com o tema.

Trailer oficial:
www.youtube.com/watch?v=sXT-BHGgzl0

Ficha Técnica
Direção: Lucas Cassales
Roteiro: Lucas Cassales e Thiago Wodarski
Produção Executiva: Mariana Mêmis Müller
Direção de Produção: Martina Zanetello
Direção de Fotografia: Arno Schuh
Direção de Arte: Richard Tavares e Mauricio Bispo
Técnico de Som: Tomaz Borges
Edição: Daniel Almeida
Mixagem: Marcos Lopes e Tiago Bello
Elenco: Rafael Sieg, Isabela Lima e Vinicius Ferreira

Sobre o diretor:
Lucas Cassales é um diretor reconhecido pela sua trajetória no curta-metragem. O seu último curta, “O Corpo” (2015), foi exibido em festivais no Brasil, França, Argentina, Noruega e Islândia. Recebeu prêmios como os Kikitos de melhor curta-metragem e de melhor fotografia na Mostra Nacional do Festival de Cinema de Gramado. “Disforia” é o seu longa-metragem de estreia.
Filmografia:
Sofá Verde (curta, 2010)
Sebo (curta, 2009)
Abismo (curta, 2013)
O Corpo (curta, 2015)

Sobre a produtora- Sofá Verde Filmes
Criada em 2010 e com associação de Lucas Cassales, Arno Schuh, Henrique Schaefer e Alice Castiel, Sofá Verde Filmes produziu 10 curtas-metragens, entre eles os premiados “O Corpo” (2015 – Kikito de melhor filme no Festival de Gramado), “Trique-trique” (RBS TV) e “Pele de Concreto”. Também coproduziu o longa-metragem “Eles vieram e roubaram sua alma” (2013 – Premiado no Olhar de Cinema – Curitiba International Film Festival). A Sofá Verde Filmes produziu o Festival Diálogo de Cinema, em Porto Alegre, até sua 5ª edição.