TETO lança campanha emergencial para prevenção do COVID-19 em comunidades precárias

“Fique em casa”. “Evite aglomerações”. “Lave as mãos”. Essas e várias outras recomendações em relação à prevenção do COVID-19 infelizmente não englobam a realidade das milhares de famílias que vivem em situação de vulnerabilidade no Brasil. Falta de saneamento básico, casas com apenas um cômodo e limitações estruturais são apenas alguns dos desafios que tais famílias enfrentam nesta época de pandemia, tornando difícil a adoção das providências recomendadas pelo Ministério da Saúde para evitar a contaminação e a transmissão do vírus.

Pensando nas comunidades mais precárias e invisíveis do país, a TETO Brasil, organização não governamental que ganhou destaque em todo mundo garantindo garantir o direito à moradia por meio de programas sociais que gerem melhorias de moradia e habitat, acaba de lançar a campanha “Por Uma Quarentena Mais Justa”, que tem por objetivo arrecadar pelo menos R$ 115 mil que serão destinados para a compra de cestas básicas e itens de limpeza para famílias carentes.

“Decidimos sair da nossa zona de conforto, atualizar as definições de urgência e seguir apoiando as favelas mais precárias e invisíveis do País com o que entendemos ser mais importante agora: alimento, água e itens de higiene. Assim, lançamos uma campanha nacional com o objetivo de arrecadar R$ 115 mil que serão destinados na compra de cestas básicas, galões de água e kits de limpeza contendo água sanitária e detergente para cerca de mil famílias que vivem nas comunidades em que atuamos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Paraná”, explica Ellen Guimarães, Gerente Regional da TETO Brasil.

A arrecadação é online, na plataforma de crowfunding Catarse, e qualquer valor pode ser doado. Os interessados em ajudar podem acessar a página especial criada para a campanha: https://bit.ly/quarentenamaisjusta. Vale lembrar que, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no Brasil já são mais de 26 milhões de brasileiros que vivem em moradias construídas com materiais não duráveis, com pouco espaço e/ou sem banheiro.

Presente em vários países, a organização internacional TETO atua há mais de 12 anos garantindo o direito à moradia nas favelas mais precárias e invisíveis do país, por meio de programas sociais que geram soluções concretas de melhorias das condições de moradia e habitat. Já no Estado do Paraná, a organização atua desde 2015. Neste período, foram construídas mais de 400 casas, além da realização mais de 2 mil enquetes socioeconômicas e mobilização de mais de 4 mil voluntários. No estado, o TETO conta com equipes fixas em seis comunidades: Caximba (Curitiba), Parolin (Curitiba), Portelinha (Curitiba), 29 de Março (Curitiba), Tiradentes (Curitiba), Vila Nova (Colombo), Favorita (Araucária) e Santa Cruz (Araucária).