TETO quer levar infraestrutura a comunidades precárias no Paraná

Nunca antes a força do coletivo se fez tão necessária. A pandemia de COVID-19 trouxe insegurança e medo para todos, nos mais variados lugares e nas diferentes classes sociais, mas nada se compara aos desafios impostos àqueles que sobrevivem à margem das políticas públicas. Por isso, a TETO Brasil, que já atua há 12 anos nas favelas mais precárias e invisíveis do país, reviu seus projetos, definiu novas frentes de trabalho e acaba de lançar uma de suas maiores e mais esperadas campanhas: a #EmbaixadoresTETO2020.

Crédito – Divulgação.

Nesta ação, são mais de 50 embaixadores e embaixadoras espalhados por todo o país e que, até setembro, têm a missão de arrecadar fundos para viabilizar a construção de projetos de infraestrutura para a mitigação dos efeitos da pandemia em favelas precárias. A organização, tradicionalmente conhecida pelas atividades massivas e a construção de moradias de emergência, foca agora em colocar de pé centros de captação de água, banheiros modulares, hortas comunitárias, refeitórios e outros projetos que atendam o que se mostra mais urgente: o acesso à água e saneamento básico, a garantia de segurança alimentar e o desenvolvimento comunitário.

Crédito – Divulgação.

“Estamos vivendo um momento muito desafiador no Brasil e no mundo, esta campanha encabeçada pelo nosso recurso mais valioso – o voluntariado – é a prova que juntos podemos mais. A campanha #EmbaixadoresTETO2020 será, sem dúvidas, exitosa. São jovens que estão dispostos a vestir a camisa da TETO e construir uma sociedade justa, sem pobreza e com mais acesso à água, saneamento e segurança alimentar”, conta Camila Jordan, diretora executiva da TETO Brasil. A arrecadação é toda online e cada um dos embaixadores e embaixadoras tem um link na plataforma de crowfounding Catarse. Para visualizá-las basta clicar no link: https://bit.ly/3gsTsGf.

TETO no Paraná

Presente no Estado do Paraná desde 2015, a TETO é responsável pela construção de mais de 400 casas, além de realizar mais de 2 mil enquetes socioeconômicas e mobilização de mais de 4 mil voluntários. No território paranaense, a TETO concentra sua atividade na Região Metropolitana de Curitiba, com equipes fixas em seis comunidades: Caximba (Curitiba), Parolin (Curitiba), Portelinha (Curitiba), 29 de Março (Curitiba), Tiradentes (Curitiba), Vila Nova (Colombo), Favorita (Araucária) e Santa Cruz (Araucária). Para mais informações sobre as ações da TETO frente à COVID-19, acesse o site www.tetobrasil-covid19.org.