NoPorn divulga novo single: assista ao clipe de Circuit Break

“Seu mundo vai acabar” a frase que Liana Padilha canta em Circuit Break, novo single do NoPorn que chega hoje (27) nas plataformas de streaming, parece profética, no entanto, faz todo o sentido no momento atual que o planeta atravessa. E toda essa atmosfera está no clipe da faixa, que tem a direção da dupla de artistas audiovisuais cariocas, Duda Casoni e Anthonio Andreazza, nomes por trás do estúdio DUTO. Assista aqui.

O mundo em 2020 já não é mais o mesmo do que foi em 2019, definitivamente. E Liana Padilha e Lucas Freire, duo que está a frente do NoPorn, se inspiraram nessa quebra de narrativa para compor a faixa. Quanto ao vídeo, Liana comenta como surgiu a ideia: “A gente deu uma entrevista em junho, pro podcast Grupo de Acesso (da Chantal Sordi e Luigi Torre). Durante a conversa, falamos que estávamos abertos para quem quisesse fazer clipes. Aí o estúdio Duto ouviu e nos procurou porque queriam fazer um clipe pro NoPorn. Vimos os trabalhos deles e achamos que tinha a ver com a confusão e clima caótico que pensamos para Circuit Break”.

Duda, uma das diretoras, revela por qual caminho eles montaram o clipe: “Para Circuit Break, queríamos ampliar a potência da música como um retrato de 2020. Realizamos diferentes técnicas de edição para ampliar nas colagens dos intensos assuntos que percorreram o ano. Nosso processo consiste em dialogar com as imagens potentes tanto do passado quanto do presente, criando um amalgamado de sensações”.

Na pesquisa de imagem eles partiram da aplicação de cortes em filmes que alteram a percepção do que é a arte audiovisual, passando pelos experimentos de diversos cineastas que admiram, como Hans Richter, Fritz Lang, Maya Deren, Vera Chytilová, Alejandro Jodorowsky e outros. “Para impulsionar o nosso objetivo, utilizamos imagens de noticiários mais antigos, como os incêndios no MAM (nos anos 70) e no Museu Nacional (2018), assim como matérias mais atuais, como os protestos LGBTQIA+ na Polônia e a propulsão do Black Lives Matter nos EUA”, conta Duda.

A capa do single, que também é lançado em versão remix por Luca Lauri, é assinada pelo Nenhum Estudio, formado por Matheus Costa e Rodrigo Eugênio, e traz a bonequinha do primeiro disco do projeto, intitulado NoPorn, lançado em 2006.

ASSISTA AO CLIPE AQUI

FICHA TÉCNICA

“Circuit Break” 2020

Composto e produzido por Liana Padilha e Lucas Freire.
Mixagem por Gabriel Guerra.
Masterizado por Lucas Freire.

“Circuit Break” 2020 (remix) por Luca Lauri

“Circuit Break” 2020 (clipe) por Estúdio DUTO

SOBRE O NOPORN

NoPorn é um projeto de poesia eletrônica para dançar. Foi criado na noite de São Paulo no começo dos anos 2000, por Liana Padilha e Luca Lauri, DJs que tocavam juntos por mais de dez anos em vários clubes e festas do Brasil. Luca soltava as músicas e Liana falava textos sobre as bases eletrônicas.

Lançaram dois álbuns: O primeiro (“NoPorn”, 2006), é pontual com o começo do século XXI, fala de moda, clubes noturnos, robôs sexuais, sexo casual, o amor perdido, relações com tecnologia e solidão. Já o segundo (“BOCA”, 2016) é sobre encontros, a descoberta da paixão e o amor; o amor e seus ciclos desde a paixão inicial até a entrega; o deslumbre, a moda como poder de causar espanto e prazer, sexo grupal, amores rasos, amores raros, violência. O disco, lançado depois de 10 anos do primeiro, veio num momento em que uma nova geração descobria os ecos de Baile de Peruas, Xingu e Sonia, faixas icônicas do álbum de estreia.

Em 2018, com a entrada de um novo integrante, Lucas Freire, que passou a acompanhar Liana nos shows, enquanto Luca fica na produção, o projeto ocupou novamente a noite de São Paulo e percorreu os festivais de música de norte a sul do país. Dessa nova troca, surgiu o material para um terceiro álbum, que será lançado em 2021.

*“Noporn é pro escuro, estrobo, fumaça. Tem cheiro de sexo e gosto do presente. É spoken word político-romântico pra sussurrar na pista e dançar na cama. Respire fundo. Noporn é para os fortes.”

*parte do release do álbum BOCA, escrito pelo jornalista Jackson Araújo.