Jornalista Eduardo Aguiar lança e-book sobre a Revolta da Vacina

A situação do combate ao Covid-19 no Brasil e a inabilidade do poder público em relação à imunização da população, agravados pelo negacionismo, trazem comparações inevitáveis com a Revolta da Vacina de 1904, quando Oswaldo Cruz tentaria pôr fim a um surto de varíola inoculando toda a população.

Para chegar o mais próximo possível dessa realidade, o jornalista Eduardo Aguiar consultou na Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional mais de 300 edições de nove diferentes títulos de jornais que circulavam na capital federal em 1904, além de outras fontes, como a Casa de Oswaldo Cruz. O resultado é uma seleção de 60 cartuns, acompanhados de reportagens e declarações, compilados no e-book “A Revolta da Vacina e o Negacionismo dos Positivistas” que revela os bastidores políticos e ajuda a entender um pouco mais do contexto social que levou à famosa passagem da história brasileira.

O jornalista conta que a ideia da publicação surgiu a partir de seu hobby de investigar documentos e reportagens antigas em hemerotecas e bibliotecas pelo mundo. “Comecei a pesquisa por pura curiosidade, quando me dei conta estava maratonando pelos jornais da capital federal da época. Acabei por sentir o frescor das notícias, o calor dos bate-bocas, o pavor espalhado pelas ruas da cidade em meio ao caos, me coloquei na pele de um cidadão carioca do começo do Séc. XX”, revela Eduardo.

Sobre o autor
Eduardo Aguiar é curitibano, jornalista e fã de história e pesquisa. Trabalhou nos jornais Indústria & Comércio e Gazeta do Povo, onde foi chefe de Redação, passou por várias editorias e trabalhou no planejamento de grandes coberturas. Atualmente coordena a comunicação da Secretaria de Fazenda do Estado do Paraná. Em 2016, fundou a Zelig, criadora de conteúdos. Realizou a pesquisa histórica para o livro “Cem Anos de um hospital de crianças”, sobre o centenário do Hospital Pequeno Príncipe, lançado em 2020. Este é seu primeiro e-book.

Serviço
“A Revolta da Vacina e o Negacionismo dos Positivistas”
E-book gratuito
112 páginas
Disponível em http://zelig.digital