Comida di Buteco 2021: Conheça os 21 bares participantes

O Comida di Buteco tem uma edição mais do que especial em 2021. Após quatro adiamentos em função da pandemia de Covid-19, o concurso acontece com foco no movimento “Salve o Buteco”. Ou seja, o grande objetivo nesta 6ª edição do evento em Curitiba será dar apoio para os bares que foram afetados com as restrições impostas devido ao coronavírus, mas claro, sem deixar a segurança de lado. Sendo assim, o foco da experiência desta vez será o delivery. Ainda que seja possível degustar o petisco participante no local (conforme orientações dos órgãos reguladores), desta vez a organização do concurso abriu a possibilidade de pedir o prato participante e fazer o buteco na sua própria casa.

Baba Salim. Crédito – André Reinaldim.

E quem deseja entrar nesse movimento vai ter um delicioso desafio: são 21 bares, que de 30 de julho a 22 de agosto, estarão servindo o petisco criado especialmente para o concurso. Nesta edição, o tema é “raízes”. Ou seja, esse é um ingrediente obrigatório no prato, seja no preparo do petisco, no molho e até como elemento decorativo. Todos os tira-gostos têm preço fixo: R$ 27.

Como os bares são escolhidos para participar?

O processo de seleção para participar do Comida di Buteco começa com a indicação do público. Após visita técnica saem os escolhidos. Para fazer parte do concurso é importante que o bar se encaixe em um perfil: os estabelecimentos devem ser familiares, com o proprietário literalmente à frente do negócio e atrás do balcão no dia a dia.

Bar do Tatu. Crédito – André Reinaldim.

O principal objetivo do Comida di Buteco é Transformar Vidas através da Cozinha de Raiz – Buteco como extensão da casa. Ou seja, ser uma plataforma de transformação social para esses botecos, que não pagam nada para participar do concurso. Sendo assim, o movimento deste ano torna-se mais do que oportuno, mas acima de tudo, necessário.

Como vai funcionar o Comida di Buteco este ano?

Nesta edição de 2021, durante os 24 dias de concurso os clientes poderão participar de três formas: pedindo o prato delivery, levando o petisco para casa (take Away) ou, caso sinta-se seguro, degustando no próprio local. A principal diferença é que apenas quem pedir o petisco e degustar no buteco poderá votar para eleger o melhor de Curitiba. Isso porque, na votação, além do sabor do prato, é avaliado de 0 a 10 também o atendimento, higiene e temperatura da bebida.

Casa Velha. Crédito – André Reinaldim.

O peso da nota do petisco é o maior, com 70%, e as demais categorias tem o peso de 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e um grupo de jurados especialistas, críticos e butequeiros de plantão tem os outros 50%.

Gordo e o Magro. Crédito – André Reinaldim.

Após o término do concurso será eleito, assim como todo ano, o melhor buteco da cidade. O coroado ainda participará da segunda etapa: saber qual buteco é o melhor do Brasil. Nessa fase vale apenas a votação de uma nova comissão de jurados, escolhida especificamente para esse momento, que vai visitar os campeões de cada cidade avaliando sua performance nas mesmas quatro categorias (petisco, atendimento, temperatura da bebida e higiene). Cada campeão recebe três jurados (um da sua cidade e dois de outras cidades) e por fim elege-se o Melhor Buteco do Brasil.

Sobre o Comida di Buteco

Criado há 20 anos em Belo Horizonte, Minas Gerais, hoje o concurso já está em todas as regiões do País. Atualmente são 21 circuitos em mais de 40 cidades. Do estado de Minas Gerais (berço do concurso): Belo Horizonte, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia, Poços de Caldas, Vale do Aço – Timóteo, Ipatinga e Coronel Fabriciano. De São Paulo: São Paulo capital, Campinas, Jaguariúna, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto. Do Rio de Janeiro: Rio Capital, Baixada Fluminense e Niterói. Do Nordeste do Brasil: Salvador (BA), Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes (PE), Fortaleza (CE). Da região Norte: Belém e Ananindeua (PA), Manaus (AM), Da região sul: Florianópolis (SC), Porto Alegre e Canoas (RS) e Curitiba (PR). E da região Centro-Oeste: Brasília, Guará, Aguas Claras, Taguatinga (DF), Goiânia e Aparecida de Goiânia (GO).

Puina’s Bar. Crédito – André Reinaldim.

O Comida di Buteco é 100% viabilizado com investimento de empresas que acreditam na sua causa, como plataforma de desenvolvimento de suas marcas.

Saiba mais sobre o Movimento Salve os Butecos 

E para quem deseja ajudar os butecos de outras maneiras foi ainda criado o movimento Salve os Butecos, cujo objetivo é gerar fluxo de caixa de forma que esses bares possam se reerguer. Todos podem participar através de doações: consumidores, empresas, veículos de comunicação e mídia. Elas podem ser em espécie, produtos (no caso de empresas que atendem diretamente os butecos) e espaços na mídia para divulgar a campanha.

Zezitos. Crédito – André Reinaldim.

A meta é arrecadar R$ 3 milhões entre julho e agosto e dividir igualmente entre os butecos participantes do concurso em todo o Brasil. O acompanhamento das doações será através do “butecômetro” no site comidadibuteco.com.br.  A conta para doações é:
Banco Santander 033
Agência: 1595
Conta número: 130023050
Comida di Buteco Produções Gastronômicas LTDA
CNPJ: 06.204.569/0001-55

SERVIÇO: 
Comida di Buteco em Curitiba
De 30/07 a 22/08
www.comidadibuteco.com.br  

Conheça os bares e petiscos participantes da edição 2021 do Comida di Buteco: 

Alchemia – Sonho surpresa de charque: Esferas de cebola crocante recheadas com carne seca desfiada e cream cheese.
Av. Jaime Reis, 40 – São Francisco
Contato: (41) 3152-0040

Anita Restaurante e Petiscaria – Junto e separado: Alcatra em tiras, marinada na manteiga e no limão, servida em um cesto comestível de massa crocante. Acompanha uma farofa especial de cenoura com bacon, chips de mandioca, ovo de codorna e azeitona recheada com presunto Parma.
Av. Anita Garibaldi 4596 – Barreirinha
Contato: (41) 3354-0069

Armazém do Alemão – Raíz alemã: Mini Schinitzel empanado e recheado de queijo. Mini salsichas Viena, chucrute com cebola caramelizada, acompanhado de molho de raiz forte com caviar de chouriço.
Rua Maestro Carlos Frank, 1634 – Boqueirão
Contato: (41) 3045-5059

Armazém do Espetinho – De lamber os dedos: Tulipas de frango assadas na brasa, refogadas na mostarda e mel com gengibre, salpicadas com coentro. Acompanha chips de batatas.
Rua Barão de Santo Angelo, 1507 – Xaxim
Contato: (41) 3779-1950

Baba Salim – Primavera árabe: Releitura dos tradicionais pratos árabes: Quibe cru, hommos, tabule, carne moída temperada e cebola crispy. Acompanha sobremesa coalhada doce.
Rua Amintas de Barros, 45 – Centro
Contato: (41) 3222-7672

Schnaps. Crédito – André Reinaldim.

Bar do Edmundo – Garantido e caprichoso: Espetinho empanado de pirarucu com provolone acompanhado de caldo de tambaqui com batata baroa .
Avenida Erasto Gaertner, 1764 – Bacacheri
Contato: (41) 3257-2407

Bar do Tatu – Pinga Pinga do Tatu: Maminha acompanhada de mandioca e batata gratinada.
Rua Parintins, 601 – Vila Izabel
Contato: (41) 3119-6271

Bar do Giraldi – Músculo do Giraldi: Músculo cozido acompanhado de purê de batata baroa.
Rua Schiller, 200 – Cristo Rei
Contato: (41) 3503-7339

Boteco de Sampa – Mignon do Sampa: Mignon ao molho da casa acompanhando de raízes refogadas na manteiga.
Rua Alferes Poli, 1850 – Rebouças.
Contato: (41) 3332-6441

Casa Velha – Croquete de carne de panela: Croquete de carne de panela com chips de inhame acompanhado de molho de pimenta com raiz forte.
Rua Mateus Leme, 5981 – Abranches
Contato: (41) 3354-4050

Dom Rodrigo – Marchand do Dom: Pernil de porco na cerveja preta com creme de mandioca, rúcula e vina especial. Acompanha torradas e molho da casa.
Avenida Toaldo Túlio, 2275 – Santa Felicidade
Contato: (41) 99138-6566.

Gordo e Magro – Raízes mineiras: Mil folhas de raízes na manteiga servido com barriga suína. Acompanha maionese de wasabi e goiabada de pimenta.
Rua Theodoro Makiolka, 2009 – Santa Cândida
Contato: (41) 3356-9353

Jambu Bar Jardim – Beiju Caiçara: Beiju de cará com carne de barreado acompanhado de tartar de banana com jambu.
Rua Petit Carneiro, 790 – Água Verde
Contato: (41) 3029-2396

O Portão – Bem Brasil: Asinhas de frango empanadas, acompanhadas de mandioca enrolada em bacon, creme de banana e maionese verde.
Rua Augusto Demari, 4069 – Portão.
Contato: (41) 3329-5541

Paraguassu – Brandade de bacalhau e batata doce: Brandade de bacalhau e batata doce com torradinha defumada, couve frita e alho confitado.
Rua Machado de Assis, 525 – Juvevê.
Contato: (41) 3029-1020

Petiscaria Germânia – Porquinho amanhecido e enterrado!: Carne de porco na lata, frito na própria gordura e servida com inhame rústico. Acompanha molho do leste europeu a base de raiz forte.
Rua Lodovico Geronazzo, 1793 – Boa Vista
Contato: (41) 3528-2675

PickNick Bar – Anel de Hambúrger de Costela: Carne de costela moída com bacon, recheada de cheddar, envolto com um anel de cebola empanada e frita. Acompanha uma espuma de raízes.
Av. Manoel Ribas, 5966 – Santa Felicidade
Contato: (41) 3273-4279

Puinas Bar – Root Gourmet: Petisco à base de chips de batata doce, patê de salmão, crispy de raíz de alho poró e gengibre. Finalizado com geléia de pimenta e molho tare.
Av. Ver. Toaldo Túlio, 1136 - Santa Felicidade
Contato: (41) 3022-1968

Schnaps – Quarteto arregado, Piáaa: Crispy de batata doce com iscas de mignon ao molho de queijo; trouxinhas de bolinho de carne com queijo e ovo de codorna; trouxinhas de posta ao molho e pasteizinhos de banana com doce de leite e cream cheese. Tudo acompanhado de molhos especiais.
Rua André Zaneti, 129 – Vista Alegre
Contato: (41) 3408-2027

Seu Prudente – Codorna à milanesa: Codorna empanada acompanhada de molho pesto com gengibre.
Al. Prudente de Moraes, 1168 – Centro
Contato: (41) 3222-0921

Zezito’s – Croquete de batata doce – Croquete de batata doce com recheio de carne.
Rua Dom Pedro I, 345 – Água Verde
Contato: (41) 3014-0828