Armazém do Espetinho é eleito o melhor buteco de Curitiba

Curitiba tem um novo campeão. O Armazém do Espetinho foi eleito o melhor buteco da capital paranaense na sexta edição do concurso Comida di Buteco, marcada pelo movimento “Salve os Butecos”, que buscou apoiar os bares muito afetados com as restrições impostas devido à pandemia. Comandado pelo casal Gil e Eliane Martins esse é o segundo ano que o bar participa da competição. Com o tira-gosto “De lamber os dedos” (tulipas de frango assadas na brasa, refogadas na mostarda e mel com gengibre, salpicadas com coentro, acompanhadas de chips de batatas), eles agora disputam o título de melhor buteco do Brasil na eleição nacional.

Os vencedores 2021. Crédito – Marta Cavalcanti.

“Para nós é maravilhoso receber esse reconhecimento. O concurso mudou a nossa história, fez o nosso bar crescer. Muito emocionante ganhar essa competição, ainda mais em meio à pandemia, que foi muito difícil para todos nós. É gratificante saber que podemos fazer a diferença através da cozinha”, comenta Eliane Martins, a responsável pela criação do petisco campeão, que segue no cardápio disponível de quinta à sábado.

De Lamber os Dedos do Armazém do Espetinho. Crédito – André Reinaldim.

A premiação ainda coroou outros dois velhos conhecidos do Comida di Buteco. O Schnaps Bar, bicampeão (2018-2019) ficou com o segundo lugar, e o Casa Velha (campeão em 2015) levou o terceiro.

Quarteto Arregado do Schnaps. Crédito – André Reinaldim.

O petisco do vice-campeão foi o “Quarteto arregado, Piáaa”: Crispy de batata doce com iscas de mignon ao molho de queijo; trouxinhas de bolinho de carne com queijo e ovo de codorna; trouxinhas de posta ao molho e pasteizinhos de banana com doce de leite e cream cheese. Tudo acompanhado de molhos especiais.

Schnaps vice campeão. Crédito – Marta Cavalcanti.

“Seguimos ainda mais focados para ano que vem. Sabemos que todos aqui merecem ganhar”, diz Silmara Grandal Winheski. “O concurso foi muito importante para nós nesse ano difícil”, complementa Denize Grandal Winheski, que ainda anunciou que a porção segue no cardápio a pedido do próprio público.

Croquete de Carne de Panela do Casa Velha. Crédito – André Reinaldim.

O terceiro lugar foi do veterano Aloísio Fernando Mickosz, proprietário do Bar Casa Velha, e foi conquistado com um croquete de carne de panela. “Já ganhamos na primeira edição e ano após ano estamos sempre correndo e nos aperfeiçoando para vencer de novo. Estamos muito felizes com tudo”, comemora.

Casa Velha ficou em terceiro lugar. Crédito – Marta Cavalcanti.

Como foi o Comida di Buteco 2020-2021

De 30 de julho a 22 de agosto aconteceu a eleição mais gostosa do Brasil. Durante esses 24 dias os clientes puderam participar de três formas: pedindo o prato delivery, levando o petisco para casa (take Away) ou degustando no próprio local. A principal diferença é que apenas quem pedir o petisco e degustar no buteco votou para eleger o melhor de Curitiba. Isso porque, na votação, além do sabor do prato, é avaliado de 0 a 10 também o atendimento, higiene e temperatura da bebida. O peso dos votos da população foi de 50%. Os outros 50% foram da avaliação de um corpo de jurados que votou nos mesmos critérios.

“Foi o primeiro ano nesse formato, com foco no delivery. Mais uma vez Curitiba abraçou o Comida di Buteco e estamos muito gratos e já pensando em fazer bonito em 2022”, comentou Filipe Pereira organizador do concurso.

Em Curitiba os bares que participaram da eleição foram: Alchemia Bar, Anita Restaurante e Petiscaria, Armazém do Alemão, Armazém do Espetinho, Baba Salim, Bar do Edmundo, Bar do Tatu, Bar do Giraldi, Boteco de Sampa, Casa Velha, Dom Rodrigo, Gordo e Magro, Jambu Bar Jardim, O Portão, Paraguassu, Petiscaria Germânia, Pick Nick Bar, Puinas Bar, Schnaps Bar, Seu Prudente e Zezito’s.

Etapa Nacional – Com o fim da etapa regional, o Comida di Buteco passa para uma segunda fase: eleger o melhor do Brasil. Após a finalização das premiações em todas as cidades participantes, um comitê de jurados vai viajar pelo Brasil e conhecer todos os vencedores. Cada bar vai receber três jurados: um da sua cidade e dois de outros lugares do Brasil.

Atualmente são 21 circuitos em mais de 40 cidades. Do estado de Minas Gerais (berço do concurso): Belo Horizonte, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia, Poços de Caldas, Vale do Aço – Timóteo, Ipatinga e Coronel Fabriciano. De São Paulo: São Paulo capital, Campinas, Jaguariúna, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto. Do Rio de Janeiro: Rio Capital, Baixada Fluminense e Niterói. Do Nordeste do Brasil: Salvador (BA), Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes (PE), Fortaleza (CE). Da região Norte: Belém e Ananindeua (PA), Manaus (AM), Da região sul: Florianópolis (SC), Porto Alegre e Canoas (RS) e Curitiba (PR). E da região Centro-Oeste: Brasília, Guará, Aguas Claras, Taguatinga (DF), Goiânia e Aparecida de Goiânia (GO).

O Comida di Buteco é 100% viabilizado com investimento de empresas que acreditam na sua causa, como plataforma de desenvolvimento de suas marcas.