FIDÉ Brasil exibe documentários de oito países no Cine Passeio e na Cinemateca

De 11 a 15 de maio, a Cinemateca de Curitiba e o Cine Passeio se voltam, mais uma vez, para o debate, difusão e valorização do cinema documentário produzido em âmbito estudantil em escolas, universidades e cursos livres do mundo todo. A 6a edição brasileira do Festival Internacional do Documentário Estudantil dá a largada com uma sessão especial “Esquenta Fidé”, que exibe no dia 27 de abril o documentário A Alma do Gesto, dos professores da Unespar Eduardo Baggio e Juslaine Abreu-Nogueira.

She has a beard. Crédito – Divulgação.

Será a primeira exibição presencial do filme no Brasil, após sua passagem por festivais como Luleå International Film Festival (Suécia), Eastern Europe Film Festival (Romênia), Prague International Monthly Film Festival (República Tcheca), Eurasia International Monthly Film Festival (Rússia), Dancinema (Canadá), Cinalfama Lisbon International Film Awards (Portugal) e Espiello Festival Internacional de Documental Etnográfico de Sobrarbe (Espanha), entre outros.

Salgar. Crédito – Divulgação.

A sessão é seguida de debate com o tema “Processos formativos e criativos envolvidos no espetáculo Black Dog e na realização do filme A Alma do Gesto”. Participam do bate-papo a bailarina Helen de Aguiar e o diretor e coreógrafo Rafael Pacheco, da Téssera Companhia de Dança, o roteirista e montador do filme, Pedro Carregã e os diretores e roteiristas Juslaine Abreu-Nogueira e Eduardo Baggio. A mediação será feita pela professora de Cinema da Unespar, Beatriz Avila Vasconcelos.

Pacific. Crédito – Divulgação.

A Alma do Gesto é um longa-metragem documentário filmado com a Téssera Companhia de Dança da Universidade Federal do Paraná (UFPR) durante o processo criativo e a montagem do espetáculo Black Dog, cuja concepção coreográfica foi inspirada nas dores emocionais ligadas à depressão. O documentário foi realizado em contexto de pesquisa na Universidade Estadual do Paraná (Unespar). O filme estreou na edição online do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba em outubro de 2020. Desde então, foi exibido em outros 16 festivais em 11 países e recebeu 5 prêmios: melhor documentário no Rameshwaram International Film Festival e melhor documentário de longa-metragem no Cuckoo International Film Awards, ambos na Índia; melhor documentário Sulamericano no Best Documentary Award (Inglaterra), melhor montagem de documentário no CineMAZ – Festival Internacional de Cinema Independente (Brasil), além da premiação com o Spotlight Silver Award no Spotlight Documentary Film Awards.

O festival

FIDÉ começou na França em 2008, com um grupo de estudantes estrangeiros de Mestrado em Cinema na Universidade Paris 8 que se reuniu para projetar documentários em um lençol branco em um squat no subúrbio de Paris. Em 2012, o festival aconteceu pela primeira vez no Brasil, onde tem sido realizado em caráter bianual, na Cinemateca de Curitiba, pela Motim Comunicação e Arte. Devido à pandemia, porém, o intervalo entre esta e a edição anterior, em 2019, acabou ficando maior. O evento conta com o incentivo da EBANX e da Celepar via Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba.

Eneida. Crédito – Heloísa Passos.

Este ano, o FIDÉ irá exibir 39 documentários originários de oito países. Com diferentes linguagens, temas, formatos e abordagens, são filmes que revelam as múltiplas possibilidades narrativas do cinema de não ficção, atentos à pluralidade de linguagens e aos temas que movem a geopolítica e a sociedade hoje.

A sessão de abertura acontece no Cine Passeio e fica a cargo de Eneida, da cineasta curitibana Heloisa Passos. O longa teve estreia mundial no 24º Festival du Cinéma Brésilien de Paris e no É Tudo Verdade 2022, e esta será sua primeira exibição em Curitiba.

Dentro da programação estudantil, serão sete sessões, entre elas a especial DocNomads, que projetará curtas-metragens documentais de alunos do programa de mestrado europeu DocNomads, uma parceria entre a Universidade Lusófona de Lisboa, LUCA School of Arts de Bruxelas e Universidade de Teatro e Cinema de Budapeste. O festival conta ainda com uma retrospectiva inédita em Curitiba de documentários dirigidos em Nova Iorque por Rita Moreira e Norma Bahia Pontes entre 1972 e 1975. Serão exibidos os filmes Lesbian Mothers (1972), She Has a Beard (1975) e Lesbianism Feminism (1974), seguidos de bate-papo com Rita Moreira, que viaja especialmente para o festival.

FIDÉ pretende dar visibilidade ao trabalho de jovens documentaristas mundo afora e às suas respectivas instituições de ensino, contribuindo para o pensamento crítico, a formação de plateia e a difusão do documentário como um dos gêneros mais livres e inventivos do cinema contemporâneo. Todas as sessões têm entrada franca, com retirada de ingressos uma hora antes na bilheteria do cinema.

Serviço:
Esquenta FIDÉ
Dia 27 de abril (quarta-feira), às 19 horas, na Cinemateca de Curitiba
Exibição do documentário A Alma do Gesto, de Eduardo Baggio e Juslaine Abreu-Nogueira, seguida de debate com os diretores.
•Ingressos distribuídos gratuitamente a partir das 18h30.

FIDÉ Brasil 2022
De 11 a 15 de maio (Quarta a domingo)
Entrada franca
Cine Passeio (sessão de abertura, 11/05 às 19h30):
Rua Riachuelo, 410 – Centro
Cinemateca de Curitiba (de 12 a 15/05):
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco

Informações:
festivalfidebrasil@gmail.com
www.facebook.com/fidebr
www.instagram.com/fide_br