Está no ar a Vila Urbana Gastronomia e Cultura!

As vilas gastronômicas caíram no gosto dos curitibanos e dos turistas que visitam a capital paranaense. O modelo da nova opção de lazer e entretenimento é a fusão dos conceitos de shopping center e dos parques, que são lugares muitos frequentados pela população. Elas reúnem o que há de melhor nos dois ambientes: oferecem a segurança, o conforto e a gastronomia variada dos shoppings centers, aliada ao espaço ao ar livre, que conferem aos visitantes a sensação de liberdade, uma característica singular dos parques.

Crédito – Divulgação.

Agora, as pessoas que moram, trabalham, estudam e frequentam a região central de Curitiba podem curtir longas horas de lazer ou aproveitar os pequenos intervalos de folga durante o expediente para dar uma pausa na rotina na Vila Urbana Gastronomia e Cultura, que inaugurou no último dia 4 de dezembro. O empreendimento contempla 52 operações e tem entradas pelas ruas Marechal Deodoro – quase na esquina com a Rua João Negrão – e José Loureiro.

Crédito – Divulgação.

Segundo Thomé Sabbag Neto, um dos sócios do empreendimento, a localização privilegiada é um dos diferenciais da Vila Urbana. “Circulam por ali mais de 300 mil pessoas por dia, que agora terão à disposição um ambiente agradável e que está instalado numa região frequentada por elas diariamente. O acesso também é simplificado para a população que habita em outros bairros, já que a Vila está no entorno do Terminal do Guadalupe, uma facilidade para quem usa o transporte público”, diz.

Crédito – Divulgação.

Em pouco tempo, a Vila Urbana vai se transformar no novo ponto de encontro dos curitibanos. De segunda a sábado os portões abrem cedinho. As operações que servem café da manhã funcionam a partir das 7h30, para atender as necessidades de quem faz a primeira refeição do dia fora de casa. O horário de funcionamento se estende até às 22h e, aos domingos, a Vila abre das 11h às 20h.
No happy hour, a programação será intensa. No palco da Vila, o som das bandas curitibanas, além de shows de stand up comedy, animam os visitantes. O local acomoda 800 pessoas, terá 120 vagas de estacionamento e até um bicicletário, para os fãs do pedal. O Bike Parking é uma realização do Ebanx, empresa parceira do empreendimento. A Vila também é pet friendly e permite a circulação dos animais de estimação.

Crédito – Divulgação.

Volta ao mundo da gastronomia
O cardápio da Vila Urbana é farto e atende qualquer tipo de paladar. O local será um prato cheio para quem gosta de conhecer a cultura de um povo por meio da gastronomia. O menu traz pratos das culinárias exóticas, como venezuelana, hawaiana e indiana, além de outras gastronomias importadas que já caíram no gosto dos brasileiros, como mexicana, japonesa, alemã, francesa e italiana. Os amantes da alimentação saudável e do fast food também não vão passar vontade na Vila Urbana.
Fazem parte da vila gastronômica os seguintes empreendimentos: Balbi Pizza al Taglio, Comida de Boteco, Mamma Moi! (Panquecas e Risotos), Bertoni Gelateria, Hermanos Kebab, Mercatina, Vina Haus, Pastelaria Dubom, Ichi Sushi, Spetus, Rock Fries, Opala’s Drinks, Holi Cow, Supernova Café, Hop Nation Cervejaria, Pier 34 (Crepes e Tapiocas), Barraca do Cláudio (Pão com Bolinho), Paradoja Hamburgueria, Deutsch Haus, Egg Omeleteria, Loop Food – Sandwiches, Le Magu, Raclé Burguer, Budare 58 (Comida Venezuelana), Batatiba, Santa Justina, Brotto Healthy Food (Saladas), Zapata, Khea Thai, Chiffon Cake, Monkeys Burger and Fries, Poke to Wok, Los Paleteros, Doce Miúdo Brigaderia, Açaí e Cia, La Salgatteria, Na Chapa, Mata Hambre, Pero Que Sí, Angel’s, dentre outras.
Na área de comércio e serviços, a Vila terá a Descolab, uma loja colaborativa com espaço para 40 expositores, uma tabacaria (O Bodegueiro), uma loja de sandálias (Majesté) e uma esmalteria (Esmalteria Central).

Arte e cultura
O complexo ainda é cenário do Painel “Mucha Tinta”, de quase 300 metros quadrados, assinado pelos artistas goianos do Bicicleta Sem Freio. O grafite vai tornar a Vila um ponto turístico, um local de parada para fotografias para visitantes locais e turistas.

Crédito – Divulgação.

O painel foi incentivado pelo EBANX, parceiro da Vila Urbana. Por meio da Lei do Mecenato, que reverte os impostos para a realização de projetos culturais, o EBANX colocou Curitiba no circuito dos artistas goianos, que ganharam as muralhas do mundo todo. A dupla é famosa pela pintura colorida, cheia de formas e curvas e pelos temas psicodélicos e recheados de reflexão.

Sustentabilidade
As operações serão instaladas em contêineres e diversos espaços serão cobertos por vegetação, que absorvem água da chuva e funcionam como climatizadores naturais. O projeto contempla ainda práticas sustentáveis, como captação de luz solar, energias renováveis e aproveitamento de materiais.

A

Crédito – Divulgação.

lém de deck e mezanino ao ar livre, os ambientes são parcialmente cobertos com estruturas metálicas que lembram colmeias de abelhas para proteger os visitantes nos dias de chuva.

Crédito – Divulgação.

História
Foi a visão empreendedora de um grupo de empresários curitibanos que deu origem à Vila Urbana, que abriu hoje suas portas ao público. Eles perceberam que um terreno de 2.800 metros quadrados, cravado no coração da capital paranaense, onde antes funcionava um estacionamento de veículos, poderia ganhar vida e se tornar um espaço de convivência. Projetado para atender as necessidades dos curitibanos e dos turistas, o empreendimento vai contribuir com o movimento de revitalização da região e resgatar o interesse da população pelo centro, um espaço tradicionalmente apropriado pelo público e palco de movimentos culturais e sociais.