Mezmiz: 1 ano do restaurante que nasceu na pandemia, com o olho no futuro

Em meio à pandemia do coronavírus, a empresária Vaneska Berçani inovou. Após 20 anos tocando um modelo de restaurante árabe na capital paranaense, com um famoso rodízio, ela fechou as portas, atravessou a rua e, em um novo imóvel, projetou um restaurante do futuro: o Mezmiz, que no próximo dia 27 de novembro, completa seu primeiro ano de funcionamento. “Por duas décadas, fizemos um modelo que atendia nossos clientes naquele momento. O consumidor mudou, a pandemia, inclusive, acelerou esta mudança. Sem deixarmos de lado nossas tradições e o sabor da nossa comida, buscamos nos alinhar com este novo perfil, trazendo renovações para a retomada pós-pandemia”, explica Vaneska.

Crédito – Divulgação.

Para comemorar a data, sábado dia 27 de novembro, com toda a segurança que o momento exige, a ideia é levar a gastronomia árabe para a calçada. Um estilo que já é bem difundido em muitos países, a comemoração acontecerá em frente ao Mezmiz. “A ideia é simples, que cada um traga sua cadeira de praia ou toalha para um piquenique em família ou amigos. Para o dia, a casa funcionará normalmente, mas haverá ainda porções com preços e embalagens especiais – formato take away- para facilitar o consumo ali na rua. Esfihas, quibes, falafel, mini kaftas, drinks e bebidas para curtir ao ar livre o primeiro ano desse restaurante que veio para mudar os impactos de meio ambiente e sociedade”, conta Vaneska.

Para esse dia especial ainda uma surpresa, haverá música, do meio-dia às 17h, com DJ Slash e gastronomia árabe na calçada! Os combos especiais: porção de quibe com 6 unidades – R$ 15,00; esfihas com 6 unidades – R$ 15,00; falafel com taratour – 6 unidades por R$ 18,00; Mini kaftas com 3 unidades por R$ 18,00 e as pastas árabes com torradas por R$ 15,00 a porção com 200g. “Nosso intuito sempre foi alinhar nosso negócio com os objetivos de desenvolvimento mundial e, para isso, pensamos na nossa estratégia que foi desde a construção do imóvel mais sustentável e que permitisse práticas sustentáveis na operação, a escolha de embalagens que causam menos impacto ao meio ambiente, a entrega de uma comida saúdável a qualquer hora do dia, como também políticas de horário de funcionamento que permitissem aos nossos colaboradores mais qualidade de vida”, explica.

Tendo em vista o amplo horário de funcionamento – das 11h às 23h sem interrupção, para atender com mais conveniência ao cliente durante o dia todo – Vaneska não abre mão da política de fechamento no horário estipulado, sem horas extras, e dos dois turnos, para que o colaborador chegue em casa até a meia-noite e, no dia seguinte, tenha condições de participar do dia a dia de sua família. A carga horária dos atendentes, em sua maioria mais jovens, também permite que estes possam continuar a estudar ou se aperfeiçoar.

Crédito – Divulgação.

O design, baseado no conceito omnichannel foi criado pensando em integrar as funcionalidades do espaço físico e tecnologia. Oferecendo assim ao cliente, a mesma experiência, tanto na loja física quanto na “online”, possibilitando realizar pedidos por multicanais, encontrar produtos de conveniência na loja “grab and go”, ou ainda desfrutar o espaço para pequenas porções servidas no local.

Questionada sobre a percepção dos clientes neste primeiro ano do novo modelo, a empresária Vaneska conta que já é possível colher os frutos: os clientes gostaram da mudança do design da loja, da inclusão de mais tecnologia para a realização de pedidos e tiveram empatia pelas práticas sustentáveis adotadas. “Até a substituição do rodízio pelo serviço à la carte, que eu considerava um dos obstáculos mais difíceis da aceitação, foi aprovada, principalmente quando explicamos que o motivo foi evitar o desperdício de alimentos”, comenta.

O projeto do restaurante foi desesenvolvido em parceria com a MG2 Arquitetura. Grandes janelas, facilitando a ventilação e a iluminação natural, sistema de captação de água da chuva, destinação consciente dos resíduos orgânicos para compostagem, dos materiais recicláveis e sistema permanente de renovação de ar fazem parte da proposta. Confira em detalhes:

Meta do lixo zero

Com foco na busca pela redução de lixo destinado ao aterro sanitário vários projetos e parcerias foram realizados, dentre eles uma pesquisa de embalagens que possam ser reutilizáveis aumentando o ciclo de vida destes materiais e a busca por embalagens que possam ser recicladas e que tenham valor na cadeia, e que, ao final de seu ciclo, causem menos impacto ambiental – a meta é cada vez reduzir o uso de plásticos em nossas embalagens, chegando a zero. Também foi feita uma parceria com a empresa Composta+ destinando todo o resíduo orgânico produzido no restaurante para a compostagem.

Com o objetivo de mitigar o impacto de nossas embalagens no meio ambiente, fomentar a cadeia de reciclagem no Brasil e cumprir com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10), tomamos a iniciativa de co-financiar a coleta, triagem e reinserção em um novo ciclo produtivo de um volume de plástico equivalente ao que compõe nossas embalagens. Através desta ação de compensação, remuneramos cooperativas de catadores de materiais recicláveis. “Reciclamos 100% das embalagens utilizadas, evitando assim a emissão de 1,65 toneladas de CO2 equivalentes”, explica Vaneska. Através de uma parceria com a empresa Pólen Resíduos, o Mezmiz recebe a certificação ambiental que garante e comprova que a logística reversa é realizada em 100% das embalagens comercializadas pela marca.

Construção sustentável

O projeto com grandes janelas permite ventilação constante e aproveitamento da luz natural, dispensando o uso de energia elétrica na maior parte do tempo de funcionamento. Há um sistema de captação de água da chuva para utilização em todas as fontes não potáveis do restaurante como nas descargas dos vasos sanitários dos banheiros de clientes e colaboradores, na limpeza e manutenção de algumas áreas do restaurante e para a rega das plantas.

O telhado termoacústico com telhas especiais proporciona o isolamento térmico e acústico do espaço, possibilitando o conforto térmico do ambiente com o uso reduzido de climatização. “Desde nossa inauguração o sistema de ar-condicionado foi utilizado em períodos mínimos, mesmo com vários dias com temperaturas altas”, comenta Vaneska.

Outro ponto forte do projeto foi a preocupação com a qualidade do ar dos ambientes. Em uma época em que o cuidado com o espaçamento entre pessoas e a qualidade do ar são tão necessários, o Mezmiz chega com essa tranquilidade a mais para os clientes. “Para isto utiliza-se um sistema de ventilação dotado de filtros para o ar captado no insuflamento e sistema de exaustão retirando ar dos ambientes permitindo a renovação constante do ar.” Somado a isso dispõe ainda de um aparelho esterilizador de ar, utilizando UV e Ozônio, que ajudam na limpeza do ar eliminando odores, fungos, bactérias e neutralizando microrganismos.

“Temos muito orgulho em dizer que o Mezmiz está alinhado com as melhores práticas quando trata-se de sustentabilidade e eficiência energética em restaurantes”, finaliza orgulhosa a empresária.

Mezmiz
Endereço: Rua Brasílio Itiberê 4412 – Água Verde
www.mezmiz.com.br
Facebook @mezmiz_br e Instagram @mezmiz_br