Angra celebra 20 anos do lendário álbum Rebirth neste domingo (26)

Para celebrar as duas décadas do disco Rebirth, um dos maiores sucessos de sua carreira, a banda Angra realiza a Rebirth 20th Anniversary, que tem uma parada em Curitiba neste domingo, 26 de junho, na Ópera de Arame, um dos melhores e mais bonitos espaços para shows na cidade. O grande sucesso da atual turnê fica comprovado pelo fato dos ingressos estarem praticamente esgotados na capital paranaense. Resta apenas uma pequena quantidade de convites para camarote.

O álbum Rebirth foi lançado em 2001 e marcou um recomeço na história do Angra, que apresentava uma nova formação aos fãs na entrada do novo milênio. O trabalho conceitual era um reflexo das mudanças recentes e trazia uma aura motivadora e otimista. O resultado foi um imenso sucesso junto aos fãs.

O guitarrista Rafael Bittencourt comenta o sentimento de celebrar este álbum após duas décadas: “Os sentimentos de celebrar esse trabalho hoje em dia são vários. Era virada pros anos 2000, toda aquela expectativa de que o mundo estava se renovando, e a banda também. Com muitas incertezas, não sabíamos se os fãs iam gostar da nova formação, das novas músicas; se as gravadoras iriam apoiar. Depois os fãs nos receberam bem, os shows foram todos lotados e começamos uma nova onda. Pessoas que ainda não conheciam o Angra, passaram a curtir nessa fase, então foi uma fase muito emblemática para a banda”.

Sobre o repertório, o músico, membro fundador do Angra, explica: “Tocamos o Rebirth na sua íntegra, e depois pelo menos uma música de cada álbum. Então a gente toca uma música do Angels Cry, uma do Holy Land, do Fireworks, uma do Temple of Shadows, Aurora Consurgens, Aqua, Secret Garden e Omni. Pode-se dizer que o show tem duas etapas: vinte anos de Rebirth e trinta anos de banda”.

A apresentação de abertura ficará por conta da experiente banda gaúcha Rage in My Eyes, que iniciou as atividades em 2002 com o nome Scelerata, e lançou mundialmente quatro álbuns. Foram a banda oficial brasileira de apoio do ícone Paul Di’Anno (ex-Iron Maiden) de 2009 a 2014, realizando mais de 50 shows com o vocalista. Dividiram palco com lendas do Heavy Metal como Deep Purple, Gamma Ray, Kamelot e Edguy, entre outras. Com a troca do nome em 2018, o conjunto lançou o álbum Iron Cell, e em 2020 veio o mais recente lançamento, o EP Spiral, com cinco faixas inéditas. Por ser do sul, entregam um tipo de Metal nunca ouvido antes, misturando Heavy e Prog Metal com elementos da Milonga – gênero musical do Sul do Brasil, Uruguai e Argentina – e uso do acordeon. O guitarrista e principal compositor, Magnus Wichmann, é neto do legendário músico gaúcho Teixeirinha.

Também integra a programação da noite a banda paulista Trend Kill Ghosts, formada em 2018 pelos amigos Diogo Nunes (vocal), Rogério Oliveira (guitarra), Fábio Carito (baixo) e Leandro Tristane (bateria), que apostam no power metal/metal melódico. A banda tem como referências diversas vertentes do power metal, com nomes como Gamma Ray, Helloween, Avantasia, Edguy, Savatage e Stratovarius. No começo do mês, o conjunto disponibilizou o single “Phoenix”, que serve de prévia para o segundo álbum, que pretendem lançar em breve. A estreia veio com o CD Kill your Ghosts, lançado em julho de 2019. Para esta primeira vez em palcos curitibanos, a banda contará também com a participação especial da vocalista Vanessa Rafaelly, uma das maiores referências de canto na cidade, que atua em diversas bandas de música autoral e tributos, inclusive na Seyren, tributo ao Nightwish.

Serviço
Angra em Curitiba
Abertura: Rage in my Eyes, Trend Kill Ghosts
Data: 26 de junho de 2022 (domingo)
Local: Ópera de Arame
Endereço: Rua João Gava, 920 – Abranches
Horários: 18h (portões), 19h10 (bandas de abertura), 21h10 (Angra)
Classificação etária: 16 anos (menores de 16 acompanhado com responsável legal)
Ingressos: R$ 120 (meia) à 240 (inteira) – apenas camarote, 3º lote
Venda online: https://www.bilheto.com.br/evento/628/Angra
* A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora dos pontos de venda anunciados
** Será proibida a entrada de câmeras fotográficas/filmadoras profissionais e semiprofissionais.
Informações: www.abstratti.com e (41) 3355-6072

Histórico
O Angra surgiu no começo dos anos 1990 com uma proposta de mesclar influências da música brasileira com o peso, velocidade e melodia do Heavy Metal. O primeiro álbum, Angels Cry (1993) foi aclamado internacionalmente, incluindo o mercado japonês, consumidor ávido do Metal Melódico. O trabalho seguinte, Holy Land, se aprofundou ainda mais nas referências culturais do país, e sacramentou o grupo como um dos mais importantes do cenário mundial. Após diversas turnês pela Europa, a banda trabalhou no lançamento do terceiro disco, Fireworks, que novamente mudava as diretrizes sonoras, porém sem descaracterizar a identidade musical do quinteto.

Após a turnê foi anunciada a saída de três membros do grupo, o que deixou o Angra com uma complicada tarefa: encontrar novos músicos e mostrar que ainda era uma potência mundial, missão esta que o Angra tirou de letra. Reformulada, a banda lançou Rebirth (2001), um álbum coeso e alinhado com o melhor que o Metal oferecia na época. A turnê foi um sucesso, com mais de 100 datas em diversos países, e ainda rendeu um novo lançamento: o EP Hunters and Prey. O Angra segue em atividade até hoje, sempre celebrando seu legado e lançando trabalhos de inquestionável qualidade.
Assim como haviam feito com os discos Angels Cry e Holy Land, agora é a vez da Rebirth 20th Anniversary, que revisita com honestidade um dos grandes momentos da carreira do Angra. Os shows prometem momentos de pura nostalgia ao resgatar músicas que marcaram época.